sábado, 12 de dezembro de 2009

ACONTECEU EM WOODSTOCK!!!!!!!


Apesar de todos os seus esforços, Elliot Tiber não consegue fazer com que o hotel de sua família dê lucro. Investindo seu tempo e dinheiro no empreendimento, o jovem recebe em troca apenas as queixas dos pais, que acham que ele não ajuda o bastante. Mesmo assim, Elliot está sempre tentando trazer novos clientes para o local. Para isso, todo ano ele promove um festival de música, com artistas da região. Quando fica sabendo que um grande show que aconteceria na cidade de Woodstock, para mais de 5 mil pessoas, não tem local para ser realizado, ele decide que este evento pode ser no hotel de seus pais.

Depois de fechar um lucrativo acordo com os realizadores, Elliot e seus pais veem a pequena cidade de Bethel se transformar para o novo festival. Prometendo atrações como Janis Joplin, Jimi Hendrix, e, quem sabe, até mesmo Bob Dylan, o evento atrai jovens de todo os EUA, e logo se torna um símbolo contra a Guerra do Vietnã. Com o hotel em sua lotação máxima, Elliot passa a ter problemas com os vizinhos, que não suportam a ideia de tantos hippies em Bethel. Quando chega o dia do festival, os organizadores se surpreendem com um público de mais de meio milhão de pessoas, em um evento que ficaria para a história.

Aconteceu em Woodstock conta a história real dos bastidores daquele que é considerado o maior show de rock de todos os tempos. Realizado em agosto de 1969, os três dias do evento tiveram mais de 30 atrações. Baseado no livro de Elliot Tiber, o filme foi dirigido pelo cineasta chinês Ang Lee, de O Tigre e o Dragão e O Segredo de Brokeback Mountain, e chegou a concorrer à Palma de Ouro no Festival de Cannes, de 2009.


INFORMAÇÕES

Diretor: Ang Lee
Elenco: Demetri Martin, Emile Hirsch, Jeffrey Dean Morgan
Nome Original: Taking Woodstock
Ano: 2009
País: EUA
Duração: 110 minutos
Site: Oficial

SALAS E HORÁRIOS

HSBC Belas Artes - Sala 2 - Cândido Portinari
14h | 16h20 | 18h40 | 21h | 23h20 somente sábado



Lumière Playarte - Sala 1
13h45 | 16h15 | 18h45 | 21h15



Reserva Cultural de Cinema - Reserva Cultural 2
17h05 | 19h20 | 21h35



Unibanco Arteplex Frei Caneca - Sala 1
14h10 | 16h30 | 18h50 | 21h10 exceto quinta | 11h somente sábado

ESTE É BOM DE VER CHAPADO!!!
GRANDE ABRAÇO!!!

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Filme da mormaii,com um som de Lucio agace.

Rapaze: novo filme de surf da Mormaiii com altas ondas

Unindo altas ondas e os surfistas da equipe, filme tem tudo para ser um clássico.

Capa do filme Rapaze.

Todo rapaz pequeno pode ser um trigo roxo, mas arria os bagos do zóio e abaixa a crista quando topa com uma prancha de surfe. Olha pra prancha, bota tento, fica com cara de cachorro mijando na chuva, depois se solta e fica ali, com a canjica de fora. E logo percebe que uma prancha não é coisa pra bonito. Mas como tudo na vida, o surfe tem que ser de boa mente. Porque se for de vereda, pode acabar de borco. Afobação não ajuda, senão vira um bem-te-vi de igreja. Virar surfista é dibaxo da quebra.

Mas quem ama surfe vai até caixa-prego. Pra isso, tem que estar afiado. Saber enfrentar palpos de aranha quando preciso. Entre o sonho e a realidade, tem que ser rapinoso o tempo todo, até ficar esbudegado. Di sóli parido a sóli murrido. Até em dia estanhado. Quem se esgadelha muito da vida, melhor mudar o rumo pra não virar surfista meia pataca. Pra finalizar, vou te dizete uma coisinha pra ti: se uma prancha cruzar teu caminho, rapaz pequeno, não esmoreça. Porque chega uma hora que, depois de muito sonhar, você vê passarinho verde.

Nosso filme conta a história de um menino que se encontra com uma prancha de surfe pela primeira vez. E é amor à primeira vista. Esta história pode ser de um menino de Floripa, de Garopaba, da Indonésia, do Hawai, enfim, de qualquer lugar do mundo. Porque o surfe não tem fronteiras. Não tem nacionalidade. Não tem cor. Surfe é uma religião de todos os credos. Surfe é para quem tem água salgada correndo nas veias.

Fabinho Gouveia é um dos astros. FOTO Zé Roberto Muniz

Este filme nasceu em Garopaba. Por isso as expressões típicas de Santa Catarina. Pinçadas do Catarinês, que já virou dicionário. Ele é uma homenagem aos meninos de ontem, que viraram os rapaze de hoje, que correram mundos atrás das melhores ondas nos mais diferentes picos. Mais detalhes? Veja o filme. E viaje nessa trip visual e sonora que vai te levar pra lugares cheios de tubos, aéreos, algumas vacas cabulosas e muito mais.


quarta-feira, 25 de novembro de 2009

TRIBUTO A THE CLASH!!!!



LEGAL ESTA HOMENAGEM QUE CONTA COM BANDAS DE SP, RS E ARGENTINA
INTEGRAÇÃO, ROCK E THE CLASH!!!!

Tracklist:

01. (White Man) In Hammersmith Palais – Tommis Atacantes (Porto Alegre, RS)
02. Total Controle (Complete Control) – Zona 84 (Rosario, ARG)
03. Janie Jones – Marxistas de Boutique (São Paulo, SP)
04. Hitsville UK – Tamborellos (Porto Alegre, RS)
05. Garageland – Subexistência (São Paulo, SP)
06. Know Your Rights – Estive Raivoso (Porto Alegre, RS)
07. I’m So Bored With The USA – We Are The Clash (São Paulo, SP)
08. London Calling – We Are The Clash (São Paulo, SP)

Download:
http://www.backin77.com/2009/11/04/tributo-ao-clash/

CONFIRAM É DO CARALHO!!!
GRANDE ABRAÇO

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Filmes para rir com trilhas de rock

Se você é entusiasta de cinema já tem sua lista na ponta da língua.

Esses filmes são puro nonsense e podem colocar seu namoro em risco por terem humor absolutamente masculino.


Então chame o cunhadão, abra uma cerveja e se acabe de rir, e se você não manja nada de guitarras enfurecidas e tampouco assiste TV, prepare-se para descobrir os filmes mais toscos e divertidos saídos da cabeça dos roteiristas americanos.

6º Little Nicky – Um Diabo Diferente



Todos os filmes do Adam Sandler têm um pé nas guitarras. Neste longa ele faz um demônio de cara torta fã de Heavy Metal. Impossível de gostar se você não souber quem diabos é Ozzy Osbourne. As bizarrices do filme são o cachorro que fala e o porteiro do inferno que tem um belo par de seios na cabeça.

Cena memorável: Quando chega a hora da punição diária de Adolf Hitler, que resignado escolhe o maior abacaxi para que lhe seja enfiado.

5º Rock Star
(Rock Star – 2001)



Este filme já não é comédia e empolga até os fios de cabelo de quem sonha em ter uma banda. Mark Whalberg faz o vocalista do cover do Steel Dragon (a banda chegou a existir de verdade) que repentinamente entra na banda de Heavy Metal, no lugar do seu antigo frontman. A história foi baseada nos rumos do Judas Priest e na saída de seu vocalista Rob Halford e o Zakk Wilde faz o guitarrista do Steel.

Cena memorável: Numa coletiva, perguntam pro Whalberg o que ele faz pra ter a voz tão boa e ele manda: “Eu como muita mulher”.

4º Tenacious D – Uma Dupla Infernal
(Tenacious D in: The Pick of Destiny – 2006)



JB e KG descobrem que todos os grandes guitarristas usam a mesma palheta vinda do próprio Diabo. Os caras disputam uma batalha de rock com o coisa-ruim pra poderem se livrar do mal e comporem sua obra-prima. Destaque pro Dave Grohl como o capeta e para ninguém menos que Ronnie James Dio cantando dentro de um pôster pra incentivar JB. Hilário!

Cena memorável: A viagem do Jack Black depois de comer uns cogumelos… hauahauahauah

3º Bill & Ted – Dois Loucos no Tempo
(Bill & Ted’s Bogus Journey – 1991)



Nossa! Esse filme é muito bom! O Keanu Reeves nem deve lembrar que fez isso. Dois caras esquisitos têm uma cabine telefônica que os transporta através do tempo. No primeiro filme eles se casaram com princesas da idade média e nessa continuação, eles são mortos por clones do mal e precisam vencer a morte em vários desafios pra voltarem e vencerem a Batalha das Bandas! Eles conseguem mas não sabem tocar, então vão para o futuro, aprendem e voltam f*dões pra vencer o concurso. Nonsense demais!

Cena memorável: Antes de morrer, os dois imploram pros seus clones maus: “Nós amamos vocês!” E eles respondem: “Seus bichas!”

2º Escola de Rock
(School of Rock – 2003)



Esse filme apresentou Mr. Jack Black (que nome legal!) ao mundo do cinema Rock and Roll fazendo o professor impostor Dewey Finn. O cara é um fracassado que só sabe tocar guitarra e resolve entrar num concurso com uma banda formada por crianças que manjam de música erudita.

A trilha sonora do filme é impecável e o JB mostra que manja de guitarra, além disso, a música que eles tocam na competição é muito boa e tem toda a pegada do AC/DC. Long Live Rock and Roll!!! Um detalhe curioso é que o guitarrista da banda No Vacancy, que disputa a Batalha das Bandas, fez um caubói na novela América…

Cena memorável: A cena final com a banda tocando na Batalha das Bandas é mágica e hipnotizante!

1º Quanto Mais Idiota Melhor 1 e 2
(Wayne’s World 1 e 2 – 92 e 93)




Austin Powers é o c*cete! Myke Myers é Wayne Campbell! A dupla Wayne e Garth Algar foi a mais incrível de todas. Os caras se criaram no Saturday Night Live e pularam pro cinema pra fazer o melhor filme Rock and Roll do mundo!

As piadas matadoras o tempo todo e o entusiasmo deles me fizeram ser fã incondicional e absoluto de rock e ter vontade gritar palavrões sempre que um avião passa. Esse filmes molou meu caráter!

Cena memorável: A turma encerra o programa Mundo de Wayne, se espreme num carro e vai pro show do Alice Cooper cantando Bohemian Rhapsody! Mamma mia let me go!

Acho que não ficou faltando nenhum… Ou ficou?

Claro que ficou vários de fora mas estes são os mais engraçados!!!
Outro dia vou postar os sérios!!!
GRANDE ABRAÇO!!!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Feira da Música do rio grande do Sul


Ae!!!! vortei com noticias bouas...Nesse mês de novembro teremos a feira da música do RS, portanto sugiro que todos os aficcionados por som dêem uma passadinha nos pavilhões da FENAC em Novo Hamburgo... www.feiradamusicadosul.com.br/

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

COINCIDÊNCIA BOA



Nas minhas andanças por ae estou passando pelo shoping de Balneario Camboriu (SC),e resolvi ir ao cinema mas como só estava passando merdas resolvi sair. Na entrada do shoping havia uma multsom como não posso ver cd`s no balaio começei a penera então que tive uma surpresa muito boa, la estava o disco Baladas do Bonfim de 2003, produzido pelo amigo Egisto Dal Santos (Baita Profissional) de 2003, Não me senti ofendido por pagar 1,99 pelo disco pois como o Egisto mesmo diz ¨O negócio é espalhar pelo ar¨ e um disco de 2003 ainda esta circulando por ae é por que deu muito certo e outras pessoas certamente ainda terão esta surpresa boa que tive.
Parabens a todos envolvidos neste progeto, produçaõ bandas enfim todos que participaram desta justa homenagem ao Nei Lisboa!!!


Tributo a Nei Lisboa

01 - Telhados De Paris - Marietti Fialho
02 - Dirá,Dirás - Planet Roots
03 - Hein..?! - Groove James
04 - Romance - Gramophones
05 - Síndrome Da Síndrome Da Abstinência - Da Guedes
06 - Verão Em Calcutá - Egisto Dal Santo
07 - Verdes Anos - Tom Bloch
08 - Mônica Tricomônica - Montanha Azul
09 - Carecas Da Jamaica - Bataclã FC
10 - Pra Viajar No Cosmos Não Precisa Gasolina - Plato Dvorak e Os Analógicos
11 - Cena Beatnik - Six Machine
12 - Fábula - Frank Jorge
13 - Deu Na Tv - Sopa
14 - Zen - Irmãos Rocha!
GRANDE ABRAÇO!!!!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

DA SERIE CERVEJAS QUE AMAMOS...HOJE PARTE 2 BELGICA: STELLA ARTOIS


Cerveja tambem e cultura.
Dica da semana

Nome: Stella Artois
Pais: Belgica
Cidade: Leuven
Url: www.stellaartois.com

Fabricando OTIMA cerveja desde 1366.


Simplesmente para mim, umas das melhores do mundo.

Continuando sobre o assunto de nosso post, de cervejas que amamos. Nao seria justo colocar somente uma cerveja para este belo pais, que tem varias, digo varias marcas de cervejas, e tipos tambem. Como falei no post anterior sobre a mais popular, que e a Jupiler, agora vamos falar sobre a melhor e mais vendida cerveja belga no mundo.

Vamos ver, o que falar de uma cerveja tao boa. Esta cerveja e umas das mais classicas do mundo, e uma das mais antigas tambem. Nascida na Bélgica, berço dos melhores mestres cervejeiros, e produzida com ingredientes de primeiríssima qualidade, Stella Artois é uma cerveja super premium, de sabor balanceado e marcante. Resultado de mais de 600 anos de tradição.

A história de Stella Artois começa em uma pequena cervejaria na cidade de Leuven, no interior da Bélgica, há mais de 600 anos, ainda nos tempos medievais. O primeiro registro da cervejaria, então chamada de "Den Hoorn" data de 1366. A qualidade da cerveja produzida na pequena cervejaria ganhou fama e se espalhou pela Bélgica. Em 1425, quando foi fundada a Universidade de Leuven, a cervejaria virou ponto de encontro. Logo os estudantes passaram a trabalhar em pesquisas para aprimorar a produção da cerveja. Até hoje os laboratórios da Universidade de Leuven são usados para garantir a qualidade de muitas cervejas belgas. Em 1717, o Mestre Cervejeiro Sebastian Artois comprou a centenária "Cervejaria Den Hoorn" e mudou seu nome para Cervejaria Artois. A tradição cervejeira passou por gerações até que o sobrenome da família foi eternizado na melhor cerveja da história.

Stella Artois nasceu como uma edição especial de Natal. A cerveja era tão brilhante e clara que recebeu o nome de Stella - estrela em latim. O seu sabor marcante conquistou os paladares mais requintados e Stella Artois tornou-se aa cerveja símbolo da Bélgica. Pouca coisa mudou na produção de Stella Artois ao longo dos anos. A paixão em fazer a cerveja continua a mesma. O grande segredo é o uso de ingredientes de primeiríssima qualidade, aliado a um processo de produção exclusivo, resultado da experiência de mais de 600 anos de tradição.

Para cada litro de Stella Artois são usados 8 litros de água cuidadosamente tratada. A cevada - que dá origem ao malte que determina o sabor de Stella Artois - é importada e considerada a melhor do mundo. O lúpulo do tipo Saazner vem da República Tcheca e é o mais caro do mercado. Da Bélgica vem a levedura exclusiva de Stella Artois, a mesma usada na receita que impressionou os paladares mais exigentes anos atrás.

Olha, quando voltar ao Brasil, um bom presente nao seria uma caixa de Skol, mas sim uma caixa de Stella Artois.

Obs.: Se me der uma caixa de Kaiser, perdeu o amigo....

Cheers! Salute! Saude...

Giovani Feijo
Londres _ Parsons Green
Email msn: feijo@email.it
Visite e deixe seus comentarios, sugestoes
www.giovanifeijo.blogspot.com
twitter.com/Giofeijo
*** Parte do material historico veio do site da cerveja no Brasil***

DA SERIE CERVEJAS QUE AMAMOS...HOJE PARTE 1 BELGICA: JUPILER


Cerveja tambem e cultura.
Dica da semana

Nome: Jupiler
Pais: Belgica
Cidade: Bruxelas
Url: http://www.ab-inbev.com/go/brands/brand_portfolio/local_brands/jupiler.cfm



A Belgica e um pais espetacular. Nao so pelos seus famosos chocolates, wafles, mas tambem pela sua cerveja. Considerada uma das melhores do mundo.

Para ser mais justo, vou escrever dois post sobre duas cervejas belgas. Um post sobre a mais popular na Belgica, e outro sobre a cerveja belga mais vendida no mundo.

Este post, sera sobre a mais popular. Jupiler voce pode encontrar em todos os bares, restaurantes, cafes, supermercados em Bruxelas. O logo tem um touro preto, garrafa simples entretanto o mais importante e o produto. A cerveja que uma excelente pilsen, tem um gosto diferente de sua principal concorrente no pais, a Stella Artois. Esta cerveja e mais forte, o grau alcolico e de 5,2 %, e um sabor meio amargo que e muito bom, e o melhor sem a culpa da ressaca no outro dia porque esta cerveja e produzida com uma das melhores aguas da europa, maltes selecionados e os melhores ingredientes.

Esta cerveja defenitivamente e uma cerveja para homens (sem descriminacao, mas isto e o que e vendido na Belgica).

Cerveja forte, meia amarga, mas nao o amargo com gosto de serragem, um amargo bom. E para beber numa tarde fria na bela Grand Place, praca simbolo da belgica

Cheers! Salute! Saude...

Giovani Feijo
Londres _ Parsons Green
Email msn: feijo@email.it
Visite e deixe seus comentarios, sugestoes
www.giovanifeijo.blogspot.com
twitter.com/Giofeijo

terça-feira, 20 de outubro de 2009

BLACK SAB... O CARALHO!!! ELES POSEM!!!!!!!



É isto mesmo a Black Sabbath Cover esta na estrada desde 1992, fundada por Luciano Black Valley (foto acima).
Através da Black surgiram mais bandas do universo sabbathiano como a Dehumanizaer e a Sabba Cadabra, mas o importante é que ela esta ai até hj e detonando o Sabbath!!!!
Formação atual e clássica é: Charles Delbono - Baixo, Marcos Casagrande - Bateria, Luciano Black Valley - Guitarra, Diogo Maragato - Vocal.
Neste tempo eles perderam o cabelo e também trocaram os apelidos rsrsrs, mas ae tem que perguntar p eles!!!
para conhecer mais segue o myspace dos caras!!!!
http://www.myspace.com/blacksabbathcover
Comunidade no orkut
http://www.orkut.com.br/Main#Community?rl=cpn&cmm=94272866
Recomendo!!!!
PARABENS A SABBATH COVER E VIDA LONGA AO ROCK!!!!
obs. todos são meus amigos e nem um deles valem o que o gato enterra na areia!!!!!!!!
quer escutar um rock então procura os caras!!!!!!!!!!!!
abrasssssssssssssssssss

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

ULTIMOS SHOW`S INTERNACIONAIS DE 2009 NO BRASIL!!!


QUEM TEM UMA GRANA FORTE E DISPOSIÇÃO AINDA RESTA UNS BOM ESPETACULOS DE ROCK PARA CONFERIR!!!

Datas dos shows internacionais no Brasil, em 2009, atualizada

Stratovarius:
Porto alegre, dia 19 de outubro
São Paulo, dia 20 de outubro

Otargos:
São Paulo, dia 23 de outubro
Campinas, dia 24 de outubro
Sorocada (SP), dia 25 de outubro
Maringá (PR), dia 30 de ourubro
Lages (SC), dia 31 de outubro
Santa Maria (RS), dia 1 de novembro
Curitiba, dia 2 de novembro
Guarulhos (SP), dia 5 de novembro
Juiz de Fora (MG), dia 7 de novembro
Rio de Janeiro, dia 8 de novembro

Kreator e Exodus:
Fortaleza, dia 24 de outubro
Porto Alegre, dia 26 de outubro
Belo Horizonte, dia 29 de outubro
São Paulo, dia 31 de outubro

The Long Talls Texans:
São Paulo, dia 1 de novembro

Faith No More:
Porto Alegre, dia 3 de novembro
Rio de Janeiro, dia 5 de novembro
São Paulo, dia 7 de novembro
Belo Horizonte, dia 8 de novembro

Dragonforce:
Porto Alegre, dia 6 de novembro
Curitiba, dia 7 de novembro
São Paulo, dia 8 de novembro

Deftones:
São Paulo, dia 7 de novembro

Jane’s Addiction:
São Paulo, dia 7 de novembro

Sonic Youth:
São Paulo, dia 7 de novembro

Primal Scream:
São Paulo, dia 7 de novembro

The Thing Things:
São Paulo, dia 7 de novembro

Maximo Park:
São Paulo, dia 7 de Novembro

Metronomy:
São Paulo, dia 7 de novembro

Evanescence:
São Paulo, dia 8 de novembro

Twisted Sister:
São Paulo, dia 14 de novembro

Moonspell e Tiamat:
São Paulo, dia 17 de novembro

Grave Digger:
Fortaleza, dia 20 de novembro
São Paulo, dia 21 de novembro

Agostic Front e Madball:
São Paulo, dia 21 de novembro

Hardcore Superstar:
São Paulo, dia 21 de novembro

The Killers:
São Paulo, dia 21 de novembro

AC/DC:
São Paulo, dia 27 de novembro

Skid Row:
São Paulo, dia 28 de novembro

Entombed:
São Paulo, dia 29 de novembro

Mortal Sin:
São Paulo, dia 2 de dezembro
Rio de Janeiro, dia 3 de dezembro

The Black Dahlia Murder:
São Paulo, dia 2 de dezembro

Evergrey:
Bragança Paulista (SP), dia 12 de dezembro
São Paulo, dia 13 de dezembro

Linking Park:
São Paulo, em dezembro

negócio é guardar grana e pedir carona!!!
ATE A PRÓXIMA!!!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

HISTÓRIAS DE 14 DE OUTUBRO!!!!!


Fatos importantes - 14 de Outubro
Em 14/10/1955: Bill Haley & the Comets se apresentam com abertura de Buddy Holly

Em 14/10/1957: É lançado "Jailhouse Rock" de Elvis Presley.

Em 14/10/1964: Charlie Watts, baterista dos Rolling Stones, casa-se secretamente

Em 14/10/1966: Grace Slick se apresenta ao vivo pela primeira vez com o Jefferson Airplane

Em 14/10/1971: Gravadora abre processo contra John Fogerty por plágio

Em 14/10/1972: Joe Cocker e mais seis membros de sua banda são presos na Austrália

Em 14/10/1975: Kiss edita "Rock & Roll All Nite".

Em 14/10/1980: Motorhead edita o "Ace Of Spades".

Em 14/10/1988: Freddie Mercury e Montserrat Caballé cantam "Barcelona" em Ibiza

Em 14/10/1997: Judas Priest edita o "Jugulator".

Em 14/10/1977: Triumph edita o "Rock And Roll Machine".

Em 14/10/2009: Love Chaleira estrea no rádio com a musica "Tu e eu".

Em 14/10/1989: Carlos Henrique da Silva teve sua primeira ereção

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

CUIDADO O OZZY ESTA NA PISTA!!!!!!





(06-10-09) – Depois de 19 tentativas, o lendário Príncipe das Trevas, Ozzy Osbourne, finalmente passou no teste para tirar sua carteira de motorista. O cantor alertou no microblog Twitter: “Levei 60 anos, mas eu consegui. Pela primeira vez, vou dirigir dentro da Lei. Por isso, esteja atento!”.

O ex-vocalista do Black Sabbath declarou que o grande vilão do passado, responsável por adiar sua habilitação, foi o álcool. Entretanto, Ozzy admitiu estar com uma garrafa de vodka no bolso no momento do teste.

De acordo com a estrela do rock, tão difícil quanto passar no exame foi conseguir um instrutor que o acompanhasse no carro durante três aulas sem achar que ele fosse maluco.

Renascido das trevas para o reality show, onde expôs ao mundo sua família pouco convencional, Ozzy comemorou: “agora poderei fugir do hospício que é a minha casa e dar uma volta no quarteirão para ficar sozinho”.

Fica a esperança de que a habilidade do cantor ao volante tenha melhorado. Em 2003, Ozzy por pouco não morreu em acidente com um quadriciclo.

o ozzy é foda!!! rsrsrs até mais galera!!! abração!!!!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

THE EASYBEATS


Primeira banda de rock da Austrália a aparecer para o mundo, teve seu inicio em 64, mas seu primeiro sucesso veio em 66 com o tema ¨friday on my mind¨, teve sua carreira finalizada em 69!!!
banda com varias curiosidades entre elas turne com os Stones e musica regravada por David Bowe, vale a pena pesquisar e conhecer mais!!!


quinta-feira, 1 de outubro de 2009


TODO DIA É DIA DE MASSA

No mês em que se comemora o dia internacional da massa, gostaria de escrever um pouco sobre esse alimento que na minha simples percepção na há quem não goste, um pouco da história e de curiosidades.
Espaguete, fetuccine, fussili, não faltam variedades deste produto, que faz parte do cotidiano brasileiro. Mas sua origem vem de outras terras, bem longo de nosso país. Quem pensou em Itália, enganou- se, a historia que envolve a origem do macarrão e incerta, mas há registros de por volta de 2500 a.C. os assírios e os babilônios já consumiam uma massa preparada à base de cereais e água. O macarrão também e velho conhecido dos chineses, que o consumiam ao lado de verduras e de carne de porco, numa espécie de sopa. E não demorou a chegar ao Japão, onde é conhecido como ramen (no Brasil ele é chamado de “lamem”) é encontrado também nos macarrões instantâneos. Mas a fama das massas se deu mesmo na Itália, algums historiadores citam os árabes como os “inventores” da pasta, cuja técnica foi introduzida na Sicilia durante o século 9. Chamada de Itrjia era uma opção de alimento seco para as grandes travessias do deserto. Mais tarde, a Sicilia tornou se um grande produtor e exportador do produto.
De sua entrada no sul da Itália, não demorou muito para o habito de comer macarrão se espalhar por todo país seu grande consumidor e divulgador. Atualmente são registrados mais de 500 tipos e formatos em versões frescas e secas exploradas pelos chefs e cozinheiros ao lado de molhos, carnes e legumes.
Embora a Itália seja classicamente considerada o país das massas, outros também as adotaram como um alimento cotidiano, versátil saudável e saboroso. Nenhum país faz feio quando o assunto é elaboração desse delicado produto como é o caso da França.
A tradicional marca francesa Alpina Savoie foi criada em 1844 por Antonie Chiron, na região de Savoy e hoje é a segunda maior fabrica de massa e cuscuz de sêmola do país. Dentre as 12 linhas de produtos, destaca – se a Las Cuisinées Coeur, seu sabor pode ser realçado com ingredientes como manjericão e são necessários apenas três minutos para prepará-la.

Escolha a sua e bom apetite!
Grande abraço
Chef Rodrigo Doug

terça-feira, 29 de setembro de 2009

ALICE IN CHAINS - BLACK GIVES WAY TO BLUE

Questão de minutos atrás o Carlos me surpreendeu (positivamente, é claro). Falávamos sobre o novo álbum do Alice In Chains, quando comentou/convidou: "Tu podia começar a lançar estas novidades no blog".

Convite aceito, aqui estou na difícil missão de falar sobre "Black Gives Way To Blue", o novo trabalho de uma das bandas mais influentes da década de 90 e que certamente fez parte da vida de muitos de nós que, felizmente, gostamos de boa música. Em tempo: lançado exatamente HOJE, já estava disponível para compra através do iTunes. E claro... sem querer eu percebi que já havia vazado na semana passada...

Não serei pretencioso ao ponto de fazer uma análise altamente apurada em termos conceituais, técnicos e essa parafernália toda que inventaram para 'rotular o irrotulável'. Vou falar como fã, nada mais.

Já que tudo sempre começa do começo (?), a 1ª faixa, "All Secrets Known", é emblemática:

"Quebrado, um novo começo
Tempo, tempo para começar a viver a vida
Pouco antes de morrer
Não há volta ao lugar onde começamos"

Foram exatos 26 segundos de tensão... Guitarras, baixo, bateria,... tudo alí sendo ouvido e nada do vocal ainda. Segundos que viraram uma eternidade até que...

Bom, não há como desassociar uma coisa de outra. Embora AIC fosse também Jerry Cantrell, a identidade da banda, sua voz propriamente dita, sempre foi e será Layne Staley. Mas antes que se enforquem em pés de alface, passem a ouvir Fresno ou queiram arrancar minha cabeça, digo: Alice In Chains continua sendo Alice In Chains.

A entrada de William DuVall, que não deve ter passado por pressão menor substituindo Layne, não quebrou em nada o timbre da banda, nitidamente respeitado e mantido por Cantrell e os demais. Sim, Mike Inez no baixo e Sean Kinney na bateria, então podem largar as cartelas de Lexotan agora...

Cantrell e DuVall encaixaram vocalmente da mesma forma como era o duo com Layne, e o fato de se manterem íntegros ao espírito e à história da banda faz deste "novo começo" o preenchimento de uma lacuna... Não! O mais correto é "breve cicatrização de uma ferida aberta em 2002".

Voltando ao álbum. São 11 faixas com a marca registrada da banda. Um som igualmente forte, obscuro, provocante e melodicamente insano. Entenderia como um apanhado de tudo o que sempre foi (e será) AIC, passando por todos os tons explorados em 22 anos de história.

Destaque para a emocionante "Black Gives Way To Blue", uma música que nitidamente fala sobre Layne e cujo piano é tocado por ninguém menos que Elton John. E não seja um porco! Não torça o nariz: escute, acompanhe sua letra e perceberá porquê Cantrell considerou este encontro "algo mágico".

Indo um pouco mais além, sugiro que assistam ao EPK (press kit eletrônico - conteúdo em inglês) do álbum, disponível no website da própria (www.aliceinchains.com) e mais abaixo. É interessante ouvir os caras comentando a reunião, falando sobre o processo de criação de todo álbum e sobre... Layne Staley. As pausas na fala e os olhos denunciam que a ferida é mais profunda do que se imagina...

Mas é 'tempo para começar a viver a vida', e este novo capítulo do Alice In Chains está apenas começando.

Preto dá lugar ao azul. Até a próxima!!

Alice In Chains - Black Gives Way To Blue
Lançamento: 29 de setembro de 2009

1 - All Secrets Known
2 - Check My Brain
3 - Last Of My Kind
4 - Your Decision
5 - A Looking In View
6 - When The Sun Rose Again
7 - Acid Bubble
8 - Lessons Learned
9 - Take Her Out
10 - Private Hell
11 - Black Gives Way To Blue

* William DuVall – vocal, guitarra
* Jerry Cantrell – guitarra, vocal
* Mike Inez – baixo
* Sean Kinney – bateria

* Nick Raskulinecz – produtor
* Elton John – piano em "Black Gives Way to Blue"
* Gravadora: Virgin/EMI

* Website oficial da banda
* MySpace oficial

EPK de "Black Gives Way To Blue"


Vídeo oficial de "Check My Brain"



Vídeo oficial de "A Looking In View"

PSICODALIA 2009/2010 DE ANO NOVO!!!!


FESTIVAL PSICODÁLIA DE ANO NOVO 2009/2010
FESTIVAL PSICODÁLIA DE ANO NOVO 2009/2010Mais um festival está chegando!!!
Este ano teremos uma edição histórica de ANO NOVO nos dias 30 e 31 de dezembro e 01, 02 e 03 de janeiro.
Shows confirmados, Blindagem, Terreno Baldio, MUTANTES, entre outros.
Este ano a cidade escolhida foi Rio Negrinho - SC, cidade que fica a 120Km de Curitiba.
Preparem-se para mais um Festival Psicodália com muita paz, alegria e companheirismo! E lembre-se: O FESTIVAL PSICODÁLIA não é uma “Rave”! a Natureza agradece.
breve mais noticias!!!!!
GRANDE ABRAÇO!!!!!

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

É SÉRIO ISTO!!!


SÓ PARA DESABAFAR UM POUCO!!!!

QUE ÉPOCA POBRE DO ROCK NACIONAL
MAS ISTO NÃO É CULPA DOS ROQUEIROS PQ ELES AINDA FAZEM SUA PARTE, A CULPA É DE QUEM LANÇA BANDAS ADOLESCENTES QUE SÓ CANTAM BOBAGENS!!!!
INTENDO A PARTE DA GRANA MAS PQ NÃO É DADA A QUEM REALMENTE SE IMPORTA E VIVE O ROCK NA SUA ESSÊNCIA?????
É, OS ROQUEIROS ESTÃO FICANDO VELHOS E AGORA?
NEM VOU CITAR OS NOMES DAS BANDAS RUINS PQ ELAS JÁ TEM TODA MIDIA!!!
MAS AQUI VAI ALGUMAS QUE MERECIAM MAIS ATENÇÃO DE TODOS!!!
- CARTOLAS

-BLINDAGEM

-MARCELO NOVA

-REPLICANTES

-ZEFIRINA BOMBA

-OS DILETANTES
-MELL PECK

E MUITAS OUTRAS QUE ESTÃO LEVANDO O ROCK A SÉRIO !!!!!
VALEU GRANDE ABRAÇO!!!!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

CURIOSIDADES DO ROCK NACIONAL DO DIA 22 DE SETEMBRO!!!


ALGUMAS CURIOSIDADES DO DIA 22 DE SETEMBRO NA HISTÓRIA DO ROCK NACIONAL!!


- 1947: Nasceu, em Cruzeiro (SP), Vanusa Santos Flores, a cantora e compositora Vanusa, que fez grande sucesso na Jovem Guarda, como concorrente de Wanderléia, com a música “Pra Nunca Mais Chorar” (de Carlos Imperial e Eduardo Araújo), presente em seu primeiro disco, lançado em 1968. Com o cantor Wanderley Cardoso e o comediante Renato Aragão, atuou no programa Adoráveis Trapalhões, na TV Record, de São Paulo. Em 1976, gravou pela primeira vez a canção “Avohai”, lançando seu autor, o paraibano Zé Ramalho.


- 1970: Nasceu, no Recife, Marcos José Santos Matias da Nação Zumbi.


- 1991: O Titãs lançou o sétimo disco Tudo Ao Mesmo Tempo Agora. Os destaques são “Saia de Mim”, “O Fácil é o Certo”, “Eu Não Sei Fazer Música” e “Flat-Cemitério-Apartamento”.


- 1997: Arnaldo Antunes, ex-vocalista e letrista do Titãs, lançou o quarto livro de poesias Dois ou Mais Corpos no Mesmo Espaço. O livro vinha acompanhado de um CD com 13 poesias faladas.


- 2002: O Sepultura lançou o disco ao vivo Under a Pale Grey Sky com 28 músicas. Esse disco registra o último show da turnê Roots. Os destaques são “Roots Bloody Roots”, “Troops of Doom”, “Necromancer” e “Biotech is Godzilla”.


ATE A PRÓXIMA!!!!! GRANDE ABRAÇO!!!

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

BANDA DO MES ¨LOVE CHALEIRA¨

A Love Chaleira surgiu depois de um churrasco na casa do Rodrigo, nosso baixista depois de fazer um som. Essa reuniao de amigos ficou sem nome por um tempo, até que um dia, após algumas cervejas vimos um DVD em cima da mesa que se chamava "love in time of chollera", e foi lido e interpretado LOVE CHALEIRA. Nada mal para uma banda do Sul. Compomos músicas próprias e fizemos um rock honesto.

INTEGRANTES!!
Rafael Kunz (vocal) Rodrigo Rydysk (Baixo) Zé Roberto Muniz (Guitarra) Rodrigo Eduardo - Dudu (Bateria).

http://www.myspace.com/lovechaleira

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

ROCK BAND` TRANSFORMA HISTORIA DOS BEATLES EM CLASSICO INTERATIVO!!!


Rock band’ transforma história dos Beatles em clássico interativo
Quando o jogo “The Beatles: Rock band” foi anunciado oficialmente em 30 de outubro de 2008, fãs de games musicais e beatlemaníacos se dividiram em dois grupos: o primeiro tinha a certeza de que o jogo seria um sucesso absoluto. Já o segundo, embora acreditasse que o poder do nome “Beatles” fosse suficiente para garantir as vendas, temia que a versão interativa não estivesse à altura da história de John, Paul, George e Ringo.Um ano depois, esse temor já pode, enfim, se dissipar. “The Beatles: Rock band”, que o G1 teve a chance de experimentar na semana passada e que será lançado nesta quarta-feira (9) em diversos países do mundo (o Brasil ainda deve esperar pelo menos até o próximo dia 18), atinge o objetivo de transpor a saga da banda de rock para o universo dos videogames.
É um produto cultural feito com um capricho ímpar, que agradará aos fãs dos Beatles e, ainda mais importante, será capaz de introduzir a saga do grupo – considerado por muitos o maior e mais influente de todos os tempos – nos anos 60 às novas gerações.Para contar a história dos Beatles, os produtores utilizaram, com algumas alterações, a já consagrada plataforma “Rock band” – que herda também características de sua série concorrente, “Guitar Hero”. Nas guitarras de plástico, basta apertar os botões indicados na tela e “tocar” na hora certa. Na bateria, idem. Quem canta, além do tempo, precisa manter o tom correto. E, pela primeira vez na trajetória da franquia, é possível cantar em até três vozes, fazendo jus às harmonias vocais características de algumas fases do Fab Four.Foram feitas mudanças para deixar “Rock band” mais palatável para quem, atraído pelos Beatles, está estreando no mundo dos jogos. Não é necessário, por exemplo, enfrentar inúmeros desafios para destravar músicas: o repertório inteiro já está liberado desde o início no modo Quick Play. Também é possível jogar descompromissadamente, sem correr o risco de falhar em alguma canção.
Opção estética
Mas, se não era possível revolucionar tanto na jogabilidade, a Harmonix investiu na narrativa e nos gráficos. E, em ambos os aspectos, merece ser louvada. É difícil lembrar de alguma obra multimídia que tenha conseguido utilizar tão bem a interatividade para contar uma história. E “The Beatles: Rock band” é exatamente isso: uma pequena ópera digital, com gráficos tridimensionais, fotos e vídeos históricos mesclados à sensação de estarmos ali, nos palcos e nos estúdios, construindo a carreira lendária da banda de Liverpool.
AGORA É SÓ JOGAR E CURTIR!!!

terça-feira, 1 de setembro de 2009

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

INSPIRAÇÃO DE CLAUDIA!!!


É belo como a noite,
Como a lua no mar e o som das ondas
Tem na lira do gênio uma só corda
Homem secular as esperanças
No berço imperial um céu de Agosto
Poeta ardente ...
Que ilumina o clarão das gotas pálidas
Nos teus romances
Meu coração deleita-se . . .
Nos cantos de triunfo Despertou-se ...
Liberdade as loucas turbas
Olhar de Bonaparte em face Austríaca ...
Recebi este lindo depoimento da Claudia e resolvi dividir com todos pq achei muito bom!!! valeu gata!!

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

BANDA DO MES ESTIVE RAIVOSO


ESTIVE RAIVOSO
BANDA DE ROCK DE PORTO ALEGRE COM UMA PEGADA FORTE, PARTICIPARAM DA COLETANIA CIGANA DO ROCK COM DUAS MUSICAS E AGORA ESTÃO EM STUDIO LOGO LOGO TEM NOVIDADE POR AQUI!!!
ALGUNS VIDEOS DELES NA BANDA DO MES AQUI NO BLOG DO CIGANA!!!
APROVEITEM É ROCK DE VERDADE!!!!

ROCK IN RIO DEVE VOLTAR AO BRASIL EM 2011!!


Rock in Rio deve voltar ao Brasil em 2011
Após a última edição brasileira de 2001 realizada no Rio de Janeiro, o Brasil deve voltar a receber o Rock in Rio, um dos maiores festivais de música no mundo, em 2011. "Tinha difundido a ideia de levar o festival de volta ao Brasil em 2014, na época da Copa do Mundo, mas a prefeitura do Rio quer que o evento se realize antes, em 2011", disse o empresário brasileiro Roberto Medina, organizador do festival, à Folha Online. De acordo com o empresário, a prefeitura ainda está avaliando as condições gerais sobre como estruturar a Cidade do Rock. "Voltar a tocar para nosso povo será uma emoção inexplicável", afirma. O festival volta a acontecer na capital portuguesa nos dias 21, 22, 27, 28 e 29 de Maio de 2010, no Parque da Bela Vista, e uma semana depois em Arganda del Rey, em Madrid, nos dias 4, 5, 10, 11 e 12 de junho. "Estamos na fase de pesquisa de mercado, identificando algumas bandas que são mais importantes para o evento. Começamos uma votação na Espanha para o público eleger os nomes que gostariam de ver no festival, em breve colocaremos 40 atrações em votação também em Portugal. Porém confirmações mesmo só após o verão, em agosto e setembro", emendou.Segundo Roberto, o festival manterá a tradição de edições anteriores levando ao público estilos musicais variados. "Quero dedicar três noites ao pop rock, uma ao metal e outra ao indie. Cada noite conduzirá um estilo musical com várias tendas e atrações. Costumo dizer que o Rock in Rio é mais do que um evento de música, é um projeto de comunicação que a cada edição cresce e ganha mais notoriedade". Até hoje, o Rock in Rio já teve sete edições, sendo três realizadas no Brasil, três em Portugal e uma na Espanha.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

MORRE AOS 94 ANOS O PAI DA GUITARRA ELETRICA!!!


Nova York, 13 ago (EFE).- O lendário músico americano Les Paul, conhecido como o "pai do guitarra elétrica" e de várias técnicas de gravação que revolucionaram o rock, morreu hoje aos 94 anos, informou a fabricante de instrumentos musicais Gibson, empresa à qual esteve ligado desde a década de 50.
Lester William Polsfuss, nome completo do aclamado músico e inventor nascido em Waukesha, no norte dos Estados Unidos, em 1915, morreu em um hospital da cidade de White Plains, no estado americano de Nova York, após "complicações de uma grave pneumonia", informou a Gibson em um comunicado de imprensa.
"Ele vinha recebendo o melhor tratamento disponível durante sua última batalha, quando mostrou força, tenacidade e coragem incríveis", acrescenta a nota sobre a morte do artista, que, ao longo de sua vida, sobreviveu a um grave acidente de trânsito e a uma delicada cirurgia no coração.
Com uma carreira que começou na década de 30 e que durou até seus últimos dias, Paul fica na história como o grande responsável da eletrificação da guitarra, graças ao famoso modelo Les Paul, o predileto de artistas aclamados como Keith Richards, Paul McCartney e B.B. King, entre muitos outros.
"O mundo perdeu hoje um ser humano excepcional e verdadeiramente inovador. Ninguém no mundo conseguiu igualar suas técnicas", disse no comunicado o executivo-chefe da Gibson, Henry Juszkiewicz.
Paul começou sua carreira artística no jazz e, aos 13 anos, já tocava em público. Desde cedo mostrou interesse em conseguir melhorar os instrumentos musicais de seu tempo, paixão que o levou a criar a primeira guitarra elétrica de corpo sólido.
"Queria demonstrar que conseguir uma tampa sólida, sem vibrações, era o caminho a seguir", explicou à época o próprio artista sobre a criação em 1941 da guitarra "The Log" ("O Tronco"), precursora da sua invenção mais venerada, instrumento com o qual conseguiu "amplificar a pureza das cordas sem a interferência da ressonância da madeira no som".
Paul também foi um artista de sucesso, dividindo o palco com nomes da estirpe de Bing Crosby e emplacando sucessos como "It's been a long, long time" e "Lover (When You're Near Me)", que em 1947 lançou as bases para o que viria ser a gravação em múltiplas faixas de áudio - a música possuía oito partes diferentes de guitarra elétrica que soavam simultaneamente.
Já em outro sucesso, "How High the Moon" (1950), o guitarrista era acompanhado de sua companheira artística e sua futura esposa, Mary Ford. Nesta música, mais uma vez Paul inovou ao utilizar uma enorme gama de efeitos até então inéditos.
Em paralelo, o músico continuou em busca da guitarra elétrica definitiva, algo que começou a atingir em 1952, ano dos primeiros modelos Gibson Les Paul.
O mundo conheceu assim as guitarras Les Paul Goldtop, "Black Beauty" ("Beleza Negra", em tradução livre), Les Paul Junior, Les Paul Special e Les Paul Standard, entre outros modelos eternizados por artistas lendários como Led Zeppelin, Santana, Metallica, U2 e Pearl Jam, entre dezenas de outros.
Les Paul, que fazia parte dos halls da fama do Rock and Roll, dos prêmios Grammy e dos inventores americanos, deixa quatro filhos, cinco netos e cinco bisnetos. Ainda não há data marcada para o seu funeral. EFE

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Mais noticias da bolacha!



Uma boa notícia foi anunciada recentemente enchendo os olhos dos fãs do vinil: a DeckDisc, a gravadora que mais lança discos de rock por aqui atualmente, comprou a Polysom e deve iniciar as atividades em setembro. Por Márcio Sno







Última será a primeira:


ÚNICA FÁBRICA DE VINIL DA AMÉRICA LATINA VOLTA A FUNCIONAR



Por Márcio Sno



No Brasil, com o aparecimento do CD nos anos 90, a vida do vinil teve os seus dias contados, sua morte decretada com o MP3 e o seu enterro anunciado com o fechamento em 2007 da única fábrica de vinis da América Latina: a Polysom.


Mas essa morte não foi engolida pelos amantes do formato que continuaram a cultuar – e a consumir – os discos vindos de outros continentes que, ao contrário do Brasil, não pararam a produção.


Uma boa notícia foi anunciada recentemente enchendo os olhos dos fãs do vinil: a DeckDisc, a gravadora que mais lança discos de rock por aqui atualmente, comprou a Polysom e deve iniciar as atividades em setembro. Os selos e bandas independentes enfim vão realizar o sonho de lançar no clássico formato. Porém, os mais céticos olham com desconfiança, pois a fábrica continuará a ser a única na América Latina, e isso, na visão deles, pode fazer com que a empresa estipule o preço que quiser.


Pelo bem e pelo mal, o vinil brasileiro está de volta e para tirar algumas dúvidas sobre esse retorno, conversamos com o produtor e sócio da fábrica, Rafael Ramos, que alerta: “a volta do vinil não tem nada a ver com retrô”.




+ entrevista

RAFAEL RAMOS




Com a chegada do CD, na década de 90, o vinil desapareceu no Brasil, ao contrário da Europa, Estados Unidos e Japão. A que você atribuiu o sumiço do vinil por aqui?


As comodidades que o CD apresentava quando surgiu - como a portabilidade, o tamanho menor, a possibilidade de se colocar muito mais tempo e música - fizeram com que o vinil perdesse espaço. Isso somado ao fim da fábrica em 2007, no exato momento em que a onda do vinil aumentava na Europa.


Em sua opinião, a volta do vinil se dá mais pela onda retrô ou pela qualidade de som que é atribuída ao formato?

Não tem nada a ver com retrô. Algumas pessoas sentem falta das capas grandes, outras do som mesmo, já que o MP3 tem a qualidade bem mais baixa, e outras do próprio fetiche de se colocar um disco na vitrola. A experiência do consumidor, o ritual de se ouvir música faz falta. Os graves também fazem falta.


A partir de qual momento perceberam que o vinil (que já teve sua morte decretada inúmeras vezes) era um nicho de mercado?

Para mim, o vinil nunca deixou de ser importante. Continuei comprando LPs e mantive meu toca-discos. Quando a gente topou entrar nessa verdadeira cruzada que é a reativação da Polysom, não tínhamos muita ideia do quanto o vinil ainda é cultuado. Agora, a sensação é que o formato acordou de repente. Todo mundo fala em vinil e, ao que tudo indica, todo mundo quer vinil. Está nos filmes, na imprensa, anúncios de empresas.


A Polysom é uma empresa apenas de prensagem de discos sem vínculo direto com a Deckdisc. Ou seja, a Deckdisc será uma cliente da Polysom, mesmo sendo do mesmo dono. Por que resolveram abrir ao invés de fechar só com seus artistas?

Porque seria um crime contra a própria música e a evolução do mercado, uma vez que a Polysom é a única fábrica da América Latina. E também porque a Polysom, por estar buscando qualidade acima de tudo, precisa faturar para investir em profissionais bons, equipamentos de primeira linha e matéria prima confiável. O nosso catálogo não sustentaria uma fábrica sozinho e são muitas as possibilidades dentro dos acervos das gravadoras. Muitos discos fora de circulação devem voltar com o retorno da fábrica.


Sendo a única fábrica de vinil na América Latina, naturalmente vocês não têm concorrência, logo, o preço vocês mesmos podem controlar. Como vai ser lidar com isso, tendo em vista questões mais delicadas como o monopólio de produção?

Estamos batalhando para oferecer o vinil pelo menor preço possível, mas não podemos simplesmente nos estrangular. Tem gente no Ministério da Cultura tentando ajudar com a redução de alguns impostos, que são vultosos no Brasil e atrapalham muito. Fora isso, as matérias primas, o PVC, o combustível, os acetatos importados, tudo é muito caro. Então, não se trata de monopólio, mas sim de manter a fábrica aberta e funcionando. Somente isso irá dirigir a decisão sobre os preços.


Em quais condições encontraram a Polysom? Quais foram as principais mudanças e o que ainda falta colocar em dia?

A Polysom estava fechada desde outubro de 2007. Só isso já dá uma ideia do quanto ela necessitava de intervenção com obras, reforma dos equipamentos e reativação dos diversos fornecedores. Está dando muito mais trabalho do que pensamos, mas achamos que os resultados serão ótimos. Estamos no meio de uma obra civil, as prensas foram desmontadas até o último parafuso e já estão remontadas, novinhas em folha, prontas para funcionar.


Um vinil simples é vendido aqui na média de cem reais. Com a produção no Brasil, esse preço pode chegar a quanto?


Isso vai depender de vários fatores: as gravadoras/artistas, os comerciantes, a arte gráfica, local de distribuição etc. Mas acreditamos que eles possam chegar ao consumidor por volta de 60 ou 70 reais.


A Polysom tem capacidade de produzir 40 mil cópias por mês. Sendo a única fábrica por aqui é certeza de que vão trabalhar full time. Isso pode estimular o crescimento/aumento da fábrica? Já pensaram nessa possibilidade?

O número certo inicial, após tudo testado, obviamente, será a capacidade de 28 mil LPs e 12 mil compactos por mês. Esse é o número inicial. Assim que estiver em produção, já estaremos trabalhando na ampliação, com mais prensas.


Você acredita que o retorno da Polysom possa estimular o aparecimento de novas fábricas aqui no Brasil ou mesmo a vinda de multinacionais para investir nesse mercado?

Lamentavelmente, achamos difícil que apareçam outras fábricas simplesmente porque os equipamentos não são mais fabricados e os que existiam foram sucateados. É uma pena, porque ajudaria muito ter mais poder de fabricação para que o vinil se estabelecesse com força. Nos Estados Unidos, a informação que temos é de que as fábricas não conseguem dar conta das encomendas.


E já há encomendas?

Tem muita gente procurando. Já sabemos os números que as gravadoras grandes e muitos independentes vão querer, pra começar. Estamos organizando a parte comercial pra poder oficializar esses pedidos.


Com o MP3 e a volta do vinil, a morte do CD está mais próxima?

A morte do CD está ocorrendo principalmente por causa da pirataria. É um produto muito bom, ninguém tem dúvida. O vinil será apenas mais uma opção para se reproduzir música.


Quais são os prós e contras para lançar em vinil?

Os custos de produção são muito mais altos. Fora isso, só há pontos positivos.


Muito se fala que o peso do vinil (120 ou 180 gramas) interfere na qualidade do som. Isso é verdade ou mito?

É um comprovado mito, quando se fala em termos de som. Mas o manuseio de um disco de 180gr é muito mais legal do que quando você pega um de 140gr, por exemplo. Se fosse melhor, os DJs, que dão valor ao som, só pediriam de 180gr, o que não acontece. Uma vez que o corte tenha sido bem feito, o som é o mesmo, o que muda é a experiência do consumidor, de ter em mãos algo mais robusto, a sensação é outra, mas o som, de novo, será o mesmo.


Qual o vinil que você possui e que não vende muito menos empresta?

Nunca emprestei meus vinis, na verdade, pedia emprestado e tentava atrasar a devolução ao máximo. No momento tenho alguns xodós. O Trash Zone, do DRI alemão, O Lullabies to Paralyze, do Queens of the Stone Age edição limitada, Os Dead Kennedys originais da época que demorei a beça pra encontrar e agora foram relançados, mas o original tem seu valor, né?


E quais você gostaria de reeditar?

Dos gringos nem se fala. Mas nacional, tem muita coisa do Jorge Ben que tem que ser relançada, todos os Mutantes com Rita Lee, Os Secos e Molhados, Os Titãs todos... Muita coisa cara, muita coisa mesmo. Os Tim Maia do início dos anos 70. Roberto Carlos... Assim ficamos nos bem óbvios, mas se abrir a porteira, não caberia aqui.


Doze de agosto é Dia do Vinil. Mais do que nunca, um dia para comemorar?

Sim, um dia para comemorar! Gostaríamos de fazer isso já produzindo o primeiro LP da nova Polysom, mas não será possível. Se tudo funcionar conforme imaginamos, estaremos funcionando comercialmente em setembro.

terça-feira, 28 de julho de 2009

A volta do bom e velho LP

..

Única fábrica de discos de vinil brasileira voltará a funcionar este ano

Polysom, em Belford Roxo, poderá produzir cerca de 40 mil LPs por mês.
Álbum de estreia da Nação Zumbi faz 15 anos e ganha reedição em vinil.


Fábrica vai voltar a fabricar discos de vinil em 2009. A foto mostra Carlinhos, dono da loja de LPs Disco 7, em São Paulo. (Foto: Daigo Oliva / G1)

O disco de vinil vai bombar no Brasil. A previsão é de João Augusto, novo dono da Polysom, única fábrica de LPs da América Latina. Localizada em Belford Roxo, no Rio de Janeiro, ela ficou desativada até ser comprada pelo presidente da Deckdisc, no início deste ano. Prestes a voltar a funcionar, a empresa não tem vínculos com a gravadora e deve produzir 40 mil peças por mês, segundo ele contou ao G1.

“A Polysom é uma companhia inteiramente independente que vai atender a todas as gravadoras. A Deckdisc vai ser tão cliente dela quanto as outras gravadoras e os artistas independentes. Há uma gama muito grande de independentes que tem essa demanda por vinil”, diz João Augusto.

Na era do MP3, disco de vinil recupera espaço entre os fãs de música

A data da conclusão da reforma, que começou em maio, depende de diversos fatores, mas a Polysom deve reabrir suas portas “ainda este ano, com certeza”. De acordo com o proprietário, a capacidade de produção será de 40 mil discos por mês. “Isso só no começo, depois pode aumentar. Acredito numa demanda alta porque já tem muitos interessados.”

Como não se fabrica mais maquinário para prensar discos de vinil, todo o equipamento da Polysom é reaproveitado. “Tudo está sendo recuperado, desde a mesa de corte até as prensas. A gente desmonta e troca várias peças, mas a carcaça é a mesma de décadas atrás.”

A Polysom vai vender o produto semi-acabado. Caberá às gravadoras colocar a capa, embalar e vender. O preço final também vai depender delas. “No que diz respeito ao custo de fabricação do vinil aqui, estou tentando fazer com que o preço seja duas vezes e meia menor do que lá fora”, diz João Augusto. “Vou conseguir fazer aqui um produto muito mais barato do que o que vem de fora. O problema do Brasil é que as taxas são muito altas.”

Nos Estados Unidos, as vendas de discos de vinil aumentaram 50% em relação ao ano passado, de acordo com dados divulgados pela Soundscan. Segundo a empresa, a estimativa é que sejam vendidos 2,8 milhões de LPs no país até o final do ano – esta é a marca mais alta desde que a Soundscan passou a acompanhar o setor, em 1991.

‘Da lama ao caos’ completa 15 anos e ganha reedição em vinil

A gravadora Sony acaba de lançar a série “Meu Primeiro Disco”, que traz de volta ao mercado álbuns históricos num formato de luxo em edição limitada. Cada exemplar contém o LP original com áudio remasterizado fabricado nos EUA e um CD.

A primeira edição do projeto reúne os trabalhos de estreia de Chico Science & Nação Zumbi, Vinícius Cantuária, Engenheiros do Hawaii, Inimigos do Rei e João Bosco. Serão 30 títulos ao todo, incluindo álbuns do Skank, Zé Ramalho, Sérgio Dias e Maria Bethânia. Cada disco custa em torno de R$ 150.

“‘Da lama ao caos’ é o primeiro e mais importante disco de nossa carreira”, diz Lúcio Maia, guitarrista da Nação Zumbi. “Ali estão as ideias de anos de expectativa por uma consolidação profissional. Tudo aconteceu da melhor maneira possível. Não imaginávamos que um dia o álbum seria tão importante para a música brasileira. Mudamos o conceito de ‘MPB é uma m..., o negócio é imitar gringo’”, reflete o músico, que só compra vinil.

“Não sei quantos LPs eu tenho, mas minha coleção tem de tudo. A maior parte de música brasileira, depois jazz, depois Jamaica, alguns de funk, outros de rock, vários do Fela Kuti, Hendrix, trilhas sonoras...”
.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

AS AVENTURAS DE ESPADUS PARTE II - RESSUREI


HÁ MUITOS E MUITOS ANOS NUMA TERRA DISTANTE UM MESTRE DO ORIENTE COSSOU A CABEÇA E DISSE A ELE MESMO: -SE EU REENCARNAR COMO UM ANIMAL QUE NÃO TEM MÃOS, COMO VOU COSSAR A CABEÇA, COMO VOU PRATICAR O YOGA, COMO VOU VESTIR MINHA TOGA, COMO MEUS DISCÍPULOS VÃO SABER QUE SOU EU? ENTÃO O MESTRE FEZ UM CIRCULO DE PEDRAS EM MEIO AO CAMPO, CHAMOU SEUS DISCÍPULOS E DISSE: -DEPOIS QUE AS LUZES SE APAGAREM PARA MIM, VOLTAREI COMO O SER QUE ESTIVER NO CENTRO DESTE CÍRCULO. MESES DEPOIS O VELHO MESTRE MORRE E SEUS DISCÍPULOS PASSAM A OBSERVAR O CIRCULO AGUARDANDO A VOLTA DE SEU LÍDER ESPIRITUAL. PASSA-SE ANOS, ATÉ QUE UM DOS MONGES CHEGA CORRENDO GRITANDO: - O MESTRE VOLTOU, O MESTRE VOLTOU... TODOS EUFÓRICOS SAÍRAM CORRENDO EM DIRESSÃO AO CIRCULO DE PEDRAS. CHEGANDO LA SE DEPARARAM COM UM ESTRANHO DORMINDO NO CENTRO DO CIRCULO AO LADO DE UMA FOGUEIRA, COM SEUS GRITOS ELES O ACORDAM E PERGUNTAM AO SER QUE ALI ESTAVA: -È VOCÊ MESTRE? O ESTRANHO RESPONDE:- MESTRE? -MEU NOME È ESPADUS E SOU UM GUERREIRO, SÓ PAREI AQUI PARA DESCANSAR E COMER UMA GALINHA QUE ESTAVA NO CENTRO DO CIRCULO.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

DICA LITERÁRIA

Para os que gostam de literatura e para os que não gostam mas são curiosos: vale a pena!
Indico aqui duas obras: Relações Perigosas, de Laclos, que retrata mulheres da França aristocrática decadente, e Como água para chocolate, de Esquivel, que retrata mulheres do México em tempos de revolução política.
Os dois livros viraram filmes devido ao reconhecimento do valor que têm. Ambos têm (além das masculinas) personagens femininas fortes, que mesmo neste mundo que as castra enquanto indivíduos, donas de sua própria vontade, encontram meios de viver sua subjetividade (ou sexualidade, poderíamos assim dizer).
É interessante o fato de um livro ser escrito por um homem e outro por uma mulher, pois isto altera a forma de ver o feminino. É importante deixar claro que mesmo o feminino vigente faz parte de uma criação do masculino visto que nós mulheres não tivemos espaço para opinar nesta construção. Mas há também o feminino na visão das mulheres. Será o mesmo?
Uma reconstrução está ocorrendo atualmente (embora tendo ocorrido durante toda a história, ganhou força nas últimas décadas). Mas para que tenhamos uma reconstrução significativa do feminino e seu papel em sociedade, nós mulheres temos de compreender nossos anseios e nossas maiores inquietações. Estas duas obras contribuem muito para isso!
Ressalto: Não são livros para mulheres! São livros para sujeitos que pensam a realidade na qual estão inseridos!
Obs.: maiores curiosidades ler texto Feminino & Masculino em http://www.incipiencianatural.blogspot.com/

quarta-feira, 22 de julho de 2009

AVENTURAS DE ESPADUS PARTE 1 !!!!


AS AVENTURAS DE ESPADUS!!!!
EM MEIO HÁ UMA DE SUAS AVENTURAS O GUERREIRO ESPADUS ENCONTRA UM SÁBIO E PERGUNTA: -QUEM ÉS TU Ò BARBUDO DOS INFERNOS? O SÁBIO CALMAMENTE TIRA SEU CIGARRO DE PALHA DA BOCA E RESPONDE: -SOU FÙMIOS MESTRE DAS ERVAS E DOS SEGREDOS DA MENTE! -SE ÉS MESTRE ME RESPONDA, COMO FAÇO PARA SUPERAR O FRIO EM MEIO HÁ UMA TEMPESTADE DE GELO?FÙMIOS PEGOU UM DE SEUS CIGARROS PERFUMADOS E FALOU A ESPADUS: -PEGUE GUERREIRO QUANDO SE DEPARAR COM A TAL TEMPESTADE E SENTIRES MUITO FRIO, ACENDA ESTE FUMO, FECHE OS OLHOS, SEGURE A FUMAÇA MAS NÃO TRAGUE.ENTÃO NOSSO GUERREIRO SEGUIU SUA JORNADA DEIXANDO PARA TRAZ AQUELE ESTRANHO SER DE OLHOS VERMELHOS E BARBA AMARELA.NÃO DEMOROU MUITAS LUAS PARA ESPADUS SE DEPARAR COM UMA TERRÍVEL TEMPESTADE DE GELO, MAS QUANDO COMEÇOU A CONGELAR NOSSO GUERREIRO LEMBROU DE FUMIOS, SACOU O ESTRANHO CIGARRO E O PÔS NA BOCA, ERA SUA ULTIMA ESPERANÇA.ESPADUS ACENDEU, PUXOU FUNDO, FECHOU OS OLHOS E SEGUROU A FUMAÇA ATÉ QUASE DESMAIAR,FOI ABRINDO OS OLHOS E SOLTANDO A FUMAÇA BEM DEVAGAR, FICOU MARAVILHADO, UMA ESTRADA DE FOGO HAVIA SURGIDO EM MEIO AO GELO ATRAVESSANDO A TEMPESTADE ATÉ ONDE OS OLHOS PUDESSEM ALCANÇAR.NOSSO GUERREIRO E SEU FIEL CAVALO CRUZARAM A ESTRADA ATÉ O TÉRMINO DA TEMPESTADE E AOS POUCOS AS CHAMAS IAM BAIXANDO.QUANDO ESPADUS PERCEBEU QUE JÁ HAVIA SUPERADO O FRIO LEMBROU DE FUMIOS E AGRADECEU EM SILENCIO. FOI QUANDO AVISTOU UM HOMEM ESTRANHO SEM OS DENTES SORRINDO SÒZINHO BEBENDO UMA ESPÉCIE DE CHÁ, MAS ISTO JÁ È UMA OUTRA HISTÓRIA.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Da serie Cervejas que amamos....Hoje, Tiger vinda de Singapura




Cerveja tambem e cultura.
Dica da semana


Nome: Tiger
Pais: Singapura
Cidade: Singapura (Cidade de)
Url: www.tigerbeer.co.uk

Fabricando boa cerveja desde 1932.


E de se surpreender.

Voce pensa...puxa, Singapura se bebe cerveja? E como sera? E aonde e mesmo Singapura...

Singapura fica situada no sul da Asia, perto da Indonesia. E famosa nos dias de hoje pelos predios futuristas e pelo Grande Premio de Formula 1, alem de ser tambem considerado com um paraiso fiscal ou era...mas nada disto importa o que importa mesmo e que a cerveja, a ceva, a breja, a loirinha ou o que voce a chama carinhosamente... por incrivel que pareca ela e muito muito boa.

Encorpada, mas muito balanceada, da pra beber varias num tarde de sabado quente depois do futebol.

E como e o slogan famoso desta cereveja diz
Time for a Tiger (E tempo pra uma Tiger!)
entao vamos la! Cheers! Salute! Saude...

Giovani Feijo
Londres _ Parsons Green
Email msn: feijo@email.it
Visite e deixe seus comentarios, sugestoes
www.giovanifeijo.blogspot.com
twitter.com/Giofeijo

I Tunes Festival London 2009




I TUNES FESTIVAL LONDON 2009



Esta rolando em londres, agora o I Tunes Festival London 2009. De 01 a 31 de julho no conceituado RoundHouse em Canden Town.
O I Tunes Festival esta completando 3 anos este mes e as bandas de musica deste ano sao, Oasis, Bloc Party, Bat For Lashes, Franz Ferdinand, Flo Rida, Snow Patrol, Kasabian, Paolo Nutini, The Saturdays e mais outras.

Para ver o show, e gratis, mas voce deve se cadastrar na pagina do festival no facebook, http://www.facebook.com/iTunesEU e aguardar o email confirmando o seu convite.

Dai e so ir.

Se voce nao for contemplado, porque sao poucos os ingressos disponibilizados, vale a pena encarar o tempo tipico do verao londrino, que aqui chove um dia sim e outro tambem, e ir para o lugar e tentar conseguir ir em algum show.

Fiquei sabendo que em shows que sobram lugares, voce pode encarar um fila e tentar entrar.


Giovani Feijo
Londres 2009
Email msn : feijo@email.it
Acompanhe no blog: www.giovanifeijo.bloggspot.com

segunda-feira, 13 de julho de 2009

DIA INTERNACIONAL DO ROCK!!!



  Vamos deixar nossa casca para traz a historia não mudou, ainda há pessoas que amam, vamos cantar um rock para o sol se nos acham tolos é porque nunca nos viram dançando, eles mentem para nos ver chorar nós sorrimos enchendo o pulmão de ar, inventam regras para nos dominar enquanto prensamos a natureza para nos libertar. Eles querem espalhar tristeza e solidão eu quero dançar nu sobre seu cachão o amor não tem marca nem amortecedor nos ténis não esta em um partido politico ou em um certo presidente, a forca da rebeldia esta na distorção, é o elo que nos une, é a batida da pesada que vem do coração, gritemos todos viva o ROCK AND ROLL !!!!!!

GRANDE ABRAÇO E VIDA LONGA AO ROCK !!!!

sábado, 11 de julho de 2009

Da serie Cervejas que amamos...



Cerveja da semana

Nome: Red Stripe
Pais: Jamaica
Cidade: Kingston
Url: www.redstripe.net
Fabricando boa cerveja desde 1928.

Da Jamaica surge umas das melhores cervejas. Alem de berco do reggae tambem e existe uma cerveja muito boa. Quem puder experimentar, recomendo. Tambem recomendo uma checada no web site que e muito bom e mostra as varias atividades, shows em que a cervejaria esta envolvida.

Jah Rastafari and.... Cheers! Salute! Saude...

Giovani Feijo
Londres
Email msn: feijo@email.it
Visite e deixe seus comentarios, sugestoes
www.giovanifeijo.blogspot.com
twitter.com/Giofeijo

E NASCE MAIS UMA DILETANTE!!!!!!


MAIS UMA DILETANTE NO MUNDO!!! BEM VINDA NAYLIN!!! PARABENS MARCINHO E SANDRA!!! ROCK!!!

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Vendo Wimblendon Tenis na Laje




E quem disse que de laje so o brasileiro entende, hein? Aqui em Londres o pessoal se amontou fora do estadio central de tenis (court central) de wimblendon para assistir ao jogo entre o suico Roger Federer x o americano Andy Roddick. Pelas estimativas da organizacao do evento, existia ontem, dia 5 de julho de 2009, mais de 3 mil pessoas assistindo ao jogo num telao exuberante. Isto fora do estadio, sentados no cespede verde de um morro que fica atras do estadio de tenis e onde a organizacao dispoe um telao para o pessoal assistir.

Estas mesmas, branquinhas, loirinhas quase ruivas com sua cor de pele azeda-mofada, se amontoraram para fazer um tipo final de semana na laje, por assim dizer. Muita cerveja, churrasquinho (nao de gato), muita gente com ensolacao na molera, etc. Como fazia mais de 30 graus em Londres ontem, as pessoas foram para assistir ao jogo que durou nada mais do que 4 horas, num morro atras da quadra principal de tenis neste tradicional torneio de tenis que existe desde o ano de 1877. Este morro recebeu o nome de Henneman Hill ou traduzindo, Monte do Henneman. Este Henneman e um ingles que se deu mal anos atras em etapas antes da final, tentando trazer de volta a coroa do tenis para Wimblendon, o berco nascedouro deste esporte. Os ingleses crentes que Henneman trairia o titulo comecaram a assistir o jogo deste monte. Claro, tudo isto gratis, porque uma entrada para assistir um final como o que aconteceu ontem, estava na bagatela de USD 2.500,00.



Coisa de brasileiro? Coisa de Ingles? Nao, sao coisas que a crise faz.

Para terminar, aqui vira e mexi os ingleses me perguntam da tal crise que assola o mundo. Me perguntam o que eu acho da crise aqui no Reino Unido e se eu havia visto uma crise tao forte assim, e eu digo:
“Meus amigos, de onde eu venho, nos nascemos e umas das primeiras coisas que temos que fazer e administrar crises”

Giovani Feijo
Direto de Londres – Wimblendon Tennis Court 2009-05-07
Email msn : feijo@email.it
Blog: giovanifeijo.bloggspot.com

domingo, 5 de julho de 2009

A HISTÓRIA DE HOMERO!!! (VERIDICA)


UM GAROTO DE SAPUCAIA DO SUL FOI PASSAR AS FÉRIAS COM SEUS PAIS EM MORUNGAVA, LUGAR BONITO PARA ACAMPAR QUE POSSUI BELAS CACHOEIRAS.GAROTO NOVO, COM TREZE ANOS GOSTAVA DE JOGAR BOLA, MAS JÁ OLHAVA PARA AS GAROTINHAS.LÁ CONHECEU UMA MENINA MUITO BONITA, QUE ERA FILHA DO DONO DA PRAINHA ONDE ESTAVAM ACAMPADOS. PASSARAM QUATRO MESES ACAMPADOS , O MENINO COMEÇOU A NAMORAR INOCENTEMENTE A MENINA, O PAI DA GAROTA UM VELHO GROSSO DO INTERIOR FICOU SABENDO DO INTERESSE DO RAPAZ E QUE ELE JOGAVA FUTEBOL, TEVE A IDEIA DE CONVIDAR O RAPAZ PARA UM JOGO DA FAMÍLIA COM O INTUITO DE CONHECER MELHOR O NAMORADINHO DE SUA FILHA.O RAPAZ MUITO TÍMIDO PEGOU SUA CHUTEIRA NÒVINHA QUE ACABARA DE GANHAR DE SEU PAI E FOI SE ENCONTRAR COM A FAMILIA DA MOCINHA. CHEGANDO LÁ, SE APRESENTOU E SENTOU JUNTO A FAMÍLIA FICANDO CALADO. A MENINA VENDO QUE O RAPAZ NÃO TINHA ASSUNTO PUXOU CONVERSA COMENTANDO SUAS AULAS DE BALÈ, FALOU SOBRE EXERCÍCIOS E QUE QUASE JÁ CONSEGUIA FAZER UM ESPACATO. O RAPAZ QUERENDO PARTICIPAR DA CONVERSA AVISTOU UMA CADELINHA QUE ESTAVA ATRAZ DO PAI DA MENINA COÇANDO A CABEÇA COM A PATINHA TRASEIRA E FALOU:JÁ CONSEGUE FAZER AQUILO?TODOS SE VIRARAM PARA OLHAR A CADELA, SÓ QUE O ANIMALZINHO JÁ HAVIA TROCADO DE POSIÇÃO, A CADELINHA ESTAVA LAMBENDO SUA PRÓPRIA XÒTINHA.O RAPAZ PULOU CINCO CERCAS FUGINDO DO PAI DA MENINA E DE SEUS IRMÃOS E NUNCA ESTREOU SUA CHUTEIRA NOVA QUE FICOU AO LADO DA CADEIRA ONDE ESTAVA SENTADO