terça-feira, 29 de setembro de 2009

ALICE IN CHAINS - BLACK GIVES WAY TO BLUE

Questão de minutos atrás o Carlos me surpreendeu (positivamente, é claro). Falávamos sobre o novo álbum do Alice In Chains, quando comentou/convidou: "Tu podia começar a lançar estas novidades no blog".

Convite aceito, aqui estou na difícil missão de falar sobre "Black Gives Way To Blue", o novo trabalho de uma das bandas mais influentes da década de 90 e que certamente fez parte da vida de muitos de nós que, felizmente, gostamos de boa música. Em tempo: lançado exatamente HOJE, já estava disponível para compra através do iTunes. E claro... sem querer eu percebi que já havia vazado na semana passada...

Não serei pretencioso ao ponto de fazer uma análise altamente apurada em termos conceituais, técnicos e essa parafernália toda que inventaram para 'rotular o irrotulável'. Vou falar como fã, nada mais.

Já que tudo sempre começa do começo (?), a 1ª faixa, "All Secrets Known", é emblemática:

"Quebrado, um novo começo
Tempo, tempo para começar a viver a vida
Pouco antes de morrer
Não há volta ao lugar onde começamos"

Foram exatos 26 segundos de tensão... Guitarras, baixo, bateria,... tudo alí sendo ouvido e nada do vocal ainda. Segundos que viraram uma eternidade até que...

Bom, não há como desassociar uma coisa de outra. Embora AIC fosse também Jerry Cantrell, a identidade da banda, sua voz propriamente dita, sempre foi e será Layne Staley. Mas antes que se enforquem em pés de alface, passem a ouvir Fresno ou queiram arrancar minha cabeça, digo: Alice In Chains continua sendo Alice In Chains.

A entrada de William DuVall, que não deve ter passado por pressão menor substituindo Layne, não quebrou em nada o timbre da banda, nitidamente respeitado e mantido por Cantrell e os demais. Sim, Mike Inez no baixo e Sean Kinney na bateria, então podem largar as cartelas de Lexotan agora...

Cantrell e DuVall encaixaram vocalmente da mesma forma como era o duo com Layne, e o fato de se manterem íntegros ao espírito e à história da banda faz deste "novo começo" o preenchimento de uma lacuna... Não! O mais correto é "breve cicatrização de uma ferida aberta em 2002".

Voltando ao álbum. São 11 faixas com a marca registrada da banda. Um som igualmente forte, obscuro, provocante e melodicamente insano. Entenderia como um apanhado de tudo o que sempre foi (e será) AIC, passando por todos os tons explorados em 22 anos de história.

Destaque para a emocionante "Black Gives Way To Blue", uma música que nitidamente fala sobre Layne e cujo piano é tocado por ninguém menos que Elton John. E não seja um porco! Não torça o nariz: escute, acompanhe sua letra e perceberá porquê Cantrell considerou este encontro "algo mágico".

Indo um pouco mais além, sugiro que assistam ao EPK (press kit eletrônico - conteúdo em inglês) do álbum, disponível no website da própria (www.aliceinchains.com) e mais abaixo. É interessante ouvir os caras comentando a reunião, falando sobre o processo de criação de todo álbum e sobre... Layne Staley. As pausas na fala e os olhos denunciam que a ferida é mais profunda do que se imagina...

Mas é 'tempo para começar a viver a vida', e este novo capítulo do Alice In Chains está apenas começando.

Preto dá lugar ao azul. Até a próxima!!

Alice In Chains - Black Gives Way To Blue
Lançamento: 29 de setembro de 2009

1 - All Secrets Known
2 - Check My Brain
3 - Last Of My Kind
4 - Your Decision
5 - A Looking In View
6 - When The Sun Rose Again
7 - Acid Bubble
8 - Lessons Learned
9 - Take Her Out
10 - Private Hell
11 - Black Gives Way To Blue

* William DuVall – vocal, guitarra
* Jerry Cantrell – guitarra, vocal
* Mike Inez – baixo
* Sean Kinney – bateria

* Nick Raskulinecz – produtor
* Elton John – piano em "Black Gives Way to Blue"
* Gravadora: Virgin/EMI

* Website oficial da banda
* MySpace oficial

EPK de "Black Gives Way To Blue"


Vídeo oficial de "Check My Brain"



Vídeo oficial de "A Looking In View"

2 comentários:

CIGANA DO ROCK CARLOS H. SILVA disse...

AGORA SIM!!! BEM VINDO A FAMILIA DO CIGANA DO ROCK!!!
VALEU DUDA MANDOU BEM!!!

Edu S disse...

Obrigadão, Carlos... que Carlos o que... Gremista hahahaha... Curti a experiência, e passarei a somar ao blog. Tenho certeza ;) Grande abraço, mano véio!