sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Paul McCartney: O sonho se realizou

Ir ao show de um dos maiores ídolos vivos da música foi maravilhoso. É difícil ainda por em palavras o sentimento, mas foi de uma grandeza tão absurda que para alguns seria algo como ouvir um Deus da música ali, tão perto, cantando e pulando como uma criança e visivelmente com um prazer inigualável de ver a sua obra ovacionada por uma multidão ensandecida como a que estava presente no dia 7 de novembro do ano de 2010 no estádio beira-rio. Depois de algumas semanas do show de Sir Paul McCartney  é difícil imaginar o impacto que esse show teve na vida de gaúchos, catarinas, cariocas e argentinos (no caso do show em Porto Alegre). Eu conheci e vi uma galera de vários locais do país na fila gigantesca que havia na entrada do show. Vi famílias inteiras ali: vó, vô, pai, mãe e filhos esperando ansiosamente para o maior espetáculo que Porto Alegre já viu. Mais de 50 mil pessoas ansiosas e agitadas para o que estava por vim: Paul McCartney em plena forma, musical e fisica.

 

76650_164813820216384_155266391171127_365773_1013402_n

 

Cheguei ao estadio beira rio por volta das 16:30 e o local já estava tomado de gente. Por todos os ângulos e locais, se via uma multidão pavorosa em tamanho. Era o efeito Paul. Demorei umas 4 horas para entrar no estadio. Com filas sem fim, e uma desorganização por parte de quem deveria estar organizando as filas, adentrei ao gramado do beira rio já sentindo o coração acelerado de emoção pelo que eu estava prestes a ver. Os olhos já tomados pelas lágrimas, pois o que eu estava prestes a ver era simplesmente um ídolo de várias gerações ali pertinho. 

 

As 21:09 as luzes do espetacular palco se apagam e entra em toda a sua glória e poder Paul Mccartney guiado por um urro ensurdecedor da platéia. Dava-se inicio o maior espetáculo da história gaúcha:

 74391_164814040216362_155266391171127_365777_1865404_n

Aqui não preciso dizer quais músicas emocionaram mais, repertorio, o quão maravilhoso era a banda dele e quão impressionante era a energia dele no palco. Deixo isso para os que não foram e perderam esse grande espetáculo, e que com certeza se moem de inveja olhando videos no youtube e pensando como foi. Mas ver e ouvir alguns dos maiores sucessos da história da música moderna de tão pertinho foi incrivel. E de uma emoção inexplicável. Chorei em várias musicas como se fosse uma criança. Lembrando de tudo que ouvi desde a infância quando a minha mãe escutava os vinis dos beatles junto com os filhos.

 

Paul McCartney em nenhum momento foi como a grande maioria dos astros de rock são no palco. Sem excentricidades e exageros. Sem a arrogância típica de musicos estrangeiros em terras tupiniquins. E com um respeito gigante por sua platéia por meio de agradecimentos em português e timidos “ah eu sou gaúcho”. Em certa parte do show homenageou seus companheiros falecidos John e George. Ele mostrou e justificou, com uma humildade surpreendente o porque que até hoje os beatles são a maior banda que já pisou na terra.

 

PB080050

Depois de tudo o que li e vi nesses ultimos dias pós show de São Paulo, a passagem de Paul McCartney pelo Brasil deixou um sentimento de extase foda. Hoje faço parte de uma minoria brasileira que teve o prazer de ver esse show. Me sinto um cara realizado. =D Que isso sirva também para trazer outros grandes nomes para POA. Com certeza não verei show mais incrível do que esse na minha vida, mas fico feliz que até março temos mais um show foda para esperar, o mestre das trevas Ozzy Osbourne.

 

Até lá.

 

Fotos: Grupo RBS e eu.

2 comentários:

CIGANA DO ROCK CARLOS H. SILVA disse...

simplismente PERFECT!!!!
grande THIAGO!!!

Anônimo disse...

I be enduring interpret a few of the articles on your website now, and I really like your style of blogging. I added it to my favorites trap page file and last will and testament be checking stand behind soon. Cheer check out of order my put as approvingly and leave to me conscious what you think. Thanks.