quarta-feira, 29 de outubro de 2008

O CARA DE SACOLA



O CARA DE SACOLA

ESTA È MAIS UMA HISTÓRIA DE COMO O MAL SURGE E SE FORTALECE DAS AÇOES DE PESSOAS DESEQUILIBRADAS.
A CERCA DE VINTE E CINCO ANOS EM UMA PRAIA CHAMADA MARILUZ VIVIA UMA MENDIGA CHAMADA CHIQUITA VÈIA, QUE BATIA DE CASA EM CASA PEDINDO DINHEIRO E ASSUSTANDO AS CRIANÇAS, CERTO DIA A CHIQUITA VÈIA APARECEU GRÁVIDA DE UM OUTRO MENDIGO CHAMADO CEARÁ QUE MORAVA EM UM QUIOSQUE ABANDONADO. NINGUÉM SABE QUE FIM LEVOU A CRIANÇA AO CERTO, MAS A LENDA CONTA QUE AO NASCER O BEBÊ FOI COLOCADO EM UMA SACOLA PLÁSTICA E ARREMESSADO AO MAR PELOS PRÓPRIOS PAIS.
OS ANOS FORAM SE PASSANDO E A CHIQUITA VÈIA SEMPRE , PEDINDO DINHEIRO E ASSUSTANDO AS CRIANÇAS.
ATÉ QUE UM CERTO VERÃO CHEGUEI A PRAINHA PARA PASSAR AS FÉRIAS E ESTRANHEI, POIS JÁ SE PASSAVA UMA SEMANA E NADA DA CHIQUITA VÈIA.
POR CURIOSIDADE PERGUNTEI AO VELHO , UM QUIOSQUEIRO ANTIGO QUE MORAVA NA PRAINHA.
-, POR ONDE ANDA A CHIQUITA VÈIA QUE AINDA NÃO APARECEU?
-TU NÃO SABE ?
-NÃO !
-DURANTE O INVERNO PASSADO ELA E O CEARÁ FORAM ENCONTRADOS MORTOS SEM OS BRAÇOS E COM UMA SACOLA NA CABEÇA NO QUIOSQUE ABANDONADO.
-QUE LOUCURA!
-QUEM FEZ ISTO?
-NÃO SEI, MAS DIZEM POR AI, QUE NA MESMA NOITE VIRAM UM CARA COM UMA SACOLA NA CABEÇA E UM FACÃO NA MÃO ENTRANDO NO MAR E CHORANDO QUE NEM CRIANÇA.

2 comentários:

lurdinha disse...

é aí gremista, adorei o conto cara, ficou sensacional... Depois de ler o que vc escreve fiquei até com vergonha dos meus romances vampiricos... hehehe
Sério mesmo, ficou explendido

CARLOS H. SILVA disse...

até eu gostei desse!!